ABEX FutebolImprensa ► Com gestão profissional, Mogi Mirim vira modelo de sucesso e rentabilidade
Facebook Twitter

Com gestão profissional, Mogi Mirim vira modelo de sucesso e rentabilidade



O Mogi Mirim é uma das grandes sensações do Campeonato Paulista. Para muitos pode ser surpresa, mas não para os responsáveis pela gestão do clube, no caso, a Energy Sports Brasil, empresa que firmou parceria com o Sapão em janeiro de 2011 e vem colocando em prática um audacioso plano de crescimento, profissionalismo e lucratividade no futebol.

Quem explica a receita do sucesso é Marcelo Pettinati, diretor e responsável pela cogestão Energy- Mogi Mirim.

– Nosso planejamento e meta sempre foram mostrar que é possível ter lucratividade com o futebol, mas para isso era necessário seguir rigorosamente um organograma, tendo em vista em todos seus aspectos o profissionalismo. Criamos um modelo para o Mogi Mirim e todas as etapas vem sendo cumpridas. Os resultados do time dentro de campo, a revelação de novos jogadores e todo o sucesso obtido não caiu do céu, foi tudo estrategicamente estudado pela Energy Sports, ressaltou.

Analisando o desempenho da equipe do Mogi Mirim nos últimos cinco anos, pode-se perceber uma grande ascensão a partir do ano de 2011, quando o clube fechou parceria com a Energy Sports. Em 2009, no período pré-parceria, a equipe brigou para não cair no Campeonato Paulista, e terminou a competição na 16º colocação. No ano seguinte, 2010, apesar da campanha ter sido um pouco melhor – 12º colocado – o time ficou longe da zona de classificação para a próxima fase.

Atualmente, a campanha do Mogi é ainda melhor do que no ano passado, ocupando a quarta posição da tabela, apenas cinco pontos atrás do líder São Paulo, e tendo a chance matemática de terminar a primeira fase como primeiro colocado.

A partir da parceria firmada, a evolução da equipe foi gradativa. Em 2011, o Mogi ficou em 11º na competição estadual, longe da zona de rebaixamento. No ano seguinte, 2012, a melhora do rendimento foi ainda maior, com o Mogi terminando a fase de classificação em sexto colocado e passando para o mata-mata, onde se sagrou Campeão do Interior ao bater o Bragantino nos dois jogos da final, e ainda teve o vice-artilheiro do Campeonato, Hernane, com 16 gols marcados.

Essa ascensão no Paulistão permitiu ao Mogi alçar vôos maiores, e figurar no cenário nacional. A equipe conseguiu a classificação para disputar a Série D do Brasileiro de 2012, e fez grande campanha, chegando até as semi-finais. Apesar da derrota, o Mogiconquistou uma das quatro vagas para a Série C em 2013, que começará em junho.

Em 2013, a Energy Sports foi responsável pela contratação de um diretor executivo de futebol para o clube. José Reis, competente profissional da área foi escolhido e estava em prática mais uma ação do plano adotado.

– Cheguei ao Mogi por um convite da Energy e estamos desempenhando um papel muito sério. É um cargo de extrema importância que profissionaliza ainda mais o Mogi Mirim em diversas vertentes. Posso garantir que estamos um passo à frente em relação a muitos times considerados grandes, finalizou.