ABEX FutebolImprensa ► Superintendente de Esportes do Santos FC contrata scout ex-Arsenal
Facebook Twitter

Superintendente de Esportes do Santos FC contrata scout ex-Arsenal



Para aumentar o índice de acerto nas contratações e depender menos da oferta de empresários, o Santos contratou o olheiro Sandro Orlandelli, que por onze anos garimpou jogadores sul-americanos para o Arsenal (ING). O profissional, que presta serviços, mas não integra a comissão técnica do clube, tem a missão de procurar reforços para o Peixe, que espera que o trabalho renda frutos já na próxima janela de transferências.

– Ele roda o mundo observando atletas e fazendo relatórios. Analisa partidas e observa jogadores. Vamos dar algumas coordenadas, mas ele também irá sugerir nomes – explicou o superintendente de esportes do Santos, Felipe Faro.

Indicado à diretoria alvinegra por um conselheiro, Orlandelli, que tem 43 anos e fala seis idiomas, tem um currículo de respeito, que impressionou os cartolas do Peixe. Ele cursou Educação Física e fez pós-graduação em Fisiologia do Esporte e Gestão Estratégica de Negócios. Formou-se também como treinador profissional pela Federação Inglesa de Futebol, vinculada à UEFA (União das Federações Europeia de Futebol). No entanto, seu último trabalho no Brasil, como diretor de futebol do Atlético-PR, não foi muito bem-sucedido. Ele passou sete meses no clube, contratou 12 atletas e poucos vingaram. Por divergências com a diretoria, ele deixou o Furacão em junho de 2012.

Antes, Orlandelli fez estágio no time amador do São Paulo, trabalhou no Corinthians, no Yokohama FC, do Japão e no Saint Etienne, da França. No Al-Hillal, da Arábia Saudita, foi auxiliar técnico e preparador físico, e no Malmo, da Suécia, trabalhou com o sub-15.

Procurado pelo L!Net o olheiro não quis conceder entrevista.

– Estou na Inglaterra e não posso falar. Me liga em maio, por favor – disse, em contato telefônico.

Até então, o Santos não contava com olheiros. A observação de atletas ficava restrita ao técnico Muricy Ramalho e seus auxiliares Tata e Marcelo Fernandes. Esporadicamente, o ex-jogador Serginho Chulapa também exercia essa função.