ABEX FutebolImprensa ► Executivo da ABEX Futebol realiza bom trabalho no Rio Preto Esporte Clube
Facebook Twitter

Executivo da ABEX Futebol realiza bom trabalho no Rio Preto Esporte Clube



O executivo de futebol da ABEX Futebol (Associação Brasileira dos Executivos de Futebol), Marcelo Barbarotti, executivo do Rio Preto Esporte Clube, graduado em educação física e pós-graduado em gestão esportiva, conta com experiência internacional no futebol, tendo trabalhado em Portugal e países da Europa.

No ano passado, o Rio Preto foi rebaixado para a Série A-3 do Paulista e passou por um processo de reformulação administrativa.  O executivo, a pedido do presidente do clube, Vergílio Dalla Pria, fez uma análise completa de como estava e aonde poderia chegar a médio e longo prazo.

“Equacionamento de dívidas, parcelamento e pagamento de FGTS, INSS, Receita Federal e Estadual, e valorização da marca estavam na análise”, disse Barbarotti.

O clube assumiu ainda mais uma personalidade, de tradição, no caso, de clube formador.

Marcelo está feliz com o trabalho que vem realizando no clube. A valorização do patrimônio, com a reforma do estádio Anísio Haddad, aumento das dependências do shopping do clube e a reativação do poliesportivo são algumas das ações executadas que tiveram participação dele.

“Fizemos, em parceria com uma empresa de Ribeirão Preto, três projetos que são amparados na Lei Paulista de Incentivo ao Esporte também. Tivemos a abertura da nossa própria loja que vende produtos do clube. Foram meses movimentados”, concluiu.

A partir da sua saúde financeira, o clube foi buscar parceiros e investidores para a montagem do elenco para o acesso a Série A-2.

“Buscamos jogadores, mas, acima de tudo, foram utilizados atletas formados na casa. A escolha dos profissionais obedeceu critérios estipulados pela diretoria e utilizou um banco de dados para realizar contratações, observando o histórico de lesões, desempenho individual e em grupo, perfil psicológico e técnico”, completou.

Atualmente, o Rio Preto desenvolve projeto para Certificação de Clube Formador, controle dos jogadores formados no clube que estão em outros times do Brasil ou do exterior.

“Realizando algumas pesquisas vimos que o clube, em função do direito de solidariedade ou dos jogadores, ainda detém porcentagem em transações futuras”, finalizou.

No Paulista A-3, o clube é líder do torneio, com 9 pontos ganhos, e único com 100% de aproveitamento.

“Começamos bem, mas ainda não ganhamos nada. É necessário continuar com esse foco até o final e obter o acesso”, concluiu Barbarotti.